segunda-feira, 2 de novembro de 2009

13ºNavio T.S.S.Fairwind,18ºEmbarque

Como nunca fui pessoa de se acomodar e embora estando a receber no desemprego uma bela cifra, lá fui eu à procura de nova companhia a fim de embarcar, o que se veio a verificar em Julho de 1987, o que quer dizer que apenas estive no desemprego cerca de sete meses.

T.S.S. Fairwind

A 25 de Julho embarco então no navio de passageiros T.S.S.Fairwind, pertencente à SITMAR CRUISES, representada em Lisboa pela Sociedade Comercial Cotandre (Agência de Navegação).
Navio construído em 1957 para a Cunard Line com o nome de Sylvania,sendo comprado em 1968 pela Sitmar que após obras de reconstrução lhe dá o nome de Fairwind.

Encontrei este navio mais tarde pelos anos 93/94 em Los Angeles rebaptizado de Albatros.
Nesta nova experiência que considero ter sido bem positiva quer pelo lado profissional quer social, tive a oportunidade de trabalhar com pessoas com outros costumes e mentalidades pois que a tripulação era composta por Portugueses e Italianos, estive embarcado mais de seis meses, metade do embarque foi feito fazendo quartos na casa das máquinas e a outra metade como operador de cinema, que consistia em projectar os filmes 3 vezes por dia, se bem me lembro havia uma sessão por volta das 14horas, outra às 17 e a última às 21horas; antes da sessão tinha que se preparar o filme ou seja colar as fitas que vinham em vários rolos de modo a fazer um só intervalo, (uma outra bela experiência).
Embora voltassem a chamar-me para de novo embarcar, não aceitei por saber que os electricistas Italianos ganhavam mais que os Portugueses.
Fui embarcar a Pot Everglades.
foto no Porto Everglades Fort Lauderdale na Flórida

O porto de desembarque foi, passado mais de 6 meses a 5 de Fevereiro de 1988 em
São João de Porto Rico


Este navio na época fazia cruzeiros de 15 dias, embarcando os passageiros em Port Everglades Fort Lauderdale que após mais ou menos quatro meses atravessou o
Canal do Panamá
e passou a embarcar os passageiros no
Porto de Acapulco no México.


Outros portos escalados eram:
Nassau


San Blás

Curaçao


St.Croix


St. Thomas,
St.john,

St.Marten,
Barbuda,
Antigua,
Martinica e

Barbados


Quando se partia de Port Everglades faziam escala em alguns destes portos e quando se partia de Acapulco faziam outros, não me recordo a sequência e provavelmente ainda faltará algum porto.
A diferença maior é que se passou a atravessar o Canal do Panamá duas vezes em cada 15 dias.
Guardo com saudade todos esses belos lugares, alguns deles tive ainda a oportunidade de lá voltar com outros navios.







5 comentários:

  1. Amigo Albino este blogue está muito bom,e como eu esteve sempre ligado aos navios por ter sido a minha profissão nos Estaleiro de Viana do Castelo, quer em construção quer em reparação.
    Parabéns e um abraço

    ResponderEliminar
  2. Como eu gostava de, ter sido tua colega de trabalho nesse tempo. Era certo, que tinha conhecido outras pessoas e culturas diferentes e muitos países. Parabéns pelo blogs está bem concebido. Recordar é viver, ao faze-lo deves ter visto na mente todo de novo. Não viajei com tigo nesse tempo, mas hoje viajo com tigo na internet. Um abraço da colega Sénior+ Maria José

    ResponderEliminar
  3. Que nostalgia do velhinho Fairwind.
    Também nele naveguei, penso que por volta de 1983/84, quando já aí era um navio vintage.
    Fazia, à data, parte do corpo dos chamados "serviços internos", designação algo técnica ( para não dizer pomposa), para aquilo que em bom rigor, era o degrau mais baixo da hierarquia a bordo. Mas nos meus 19/20 anos, aquilo era um must. Até as baratas que corriam de um lado para o outro, tinham a sua piada. E todos aqueles lugares exóticos, as Caraíbas, o Canal do Panamá, a Califórnia. Bons tempos e alguns bons amigos de quem perdi o rasto há muito.

    Parabéns pelo blogue, e pela oportunidade que me proporcionou em rememorar tempos idos mas gratos.

    P.S. A título de curiosidade, o Fairwind foi desmantelado em Alang, India, em 2004.

    ResponderEliminar
  4. Olá amigos. Eu estive embarcado nesse navio entre 1990 e 1991 - quando se chamava Dawn Princess. Saía de Los Angeles para a Riviera Mexicana, e depois, em Maio, para o Alaska. Há muito que tento encontrar antigos companheiros desses tempos. Algumas dicas? Um abraço, e parabéns pelo blog.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...