quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

...Cristóvão Colombo era Português...

Cristóvão Colombo
...Italianos e Espanhóis sempre reivindicaram a sua naturalidade...
Mas afinal a história está mal contada...
o Descobridor era PORTUGUÊS...
Foi lançado recentemente um livro onde são apresentadas provas de que o descobridor Cristóvão Colombo era Português
O historiador Manuel Rosa, Luso-Americano e especialista na matéria diz que os traços biográficos do homem que descobriu a América revelam que Colombo nunca poderia ter sido um simples tecelão Italiano.
"Consegui provar que um tecelão nunca poderia casar com uma nobre naquela época",disse o historiador à RTP. 
O homem que descobriu a América, 15 anos antes da primeira viagem, já estava casado em Portugal com filha do capitão da Ilha de Porto Santo, Bartolomeu Perestrelo, Filipa Moniz Perestrelo, tia da Marquesa de Montemor e tia do Mordomo-Mor de D. João II.
No livro intitulado "Colombo Português" (edições Ésquilo), o historiador baseia-se ainda em diversos documentos para provar a sua teoria.
Quando escreveu uma carta aos réis de Espanha em Março de 1493 esta vinha escrita em Castelhano mas com palavras Portuguesas, chamando a Portugal de minha terra, refere o historiador, acrescentando que a principal função de Cristóvão Colombo na corte Espanhola era desviar os barcos Espanhóis para o mais longe possível da África e da Índia.
Mais: Cristóvão Colombo já saberia de antemão, que não iria para a Índia, enganando os Castelhanos quando proclamou a sua chegada àquele país.
Reconhecendo que muitos historiadores vão recusar o debate acerca desta teoria, Manuel Rosa espera apenas que todos leiam o livro, para que, talvez um dia, a História possa ser reescrita.

 Vejam a notícia em vídeo 
aqui

domingo, 12 de dezembro de 2010

Bom Natal e Feliz Ano Novo...

Para todos os seguidores deste blog e todo o Mundo em geral, desejo um Feliz Natal e Bom Ano Novo, deixando também algumas fotos de algum Natal passado por esses confins do Mundo...


Aqui está o prato de bacalhau (confeccionado por mim) comprado na África do Sul assim como o vinho, para dois Portugueses que festejaram o Natal algures no Mar...1990.


Um outro Natal na companhia de Italianos e Ecuatorianos.
Amigos e companheiros de trabalho...

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

...o Magalhães pelos confins do Mundo...

Não, não é desse que vou escrever!...
...mas sim do famoso Navegador Fernão de Magalhães, que com o seu navio 
Victória

andou pelos confins do Mundo e por lá ficou recordado como podereis constatar com estes belos selos de vários países que aqui vos mostro.
Dizem ter  nascido no Norte de Portugal por volta de 1480 e falecido a 27 de Abril de 1521;
  As Vilas de Sabrosa e de Ponte da Barca mais a Freguesia da Sé do Porto, reclamam a sua naturalidade.
Ficou para a história como Navegador e Guerreiro, tendo-lhe sido atribuída a prova da Terra ser redonda quando fez a viagem à volta do Mundo. 
Os historiadores dizem que morreu numa batalha em Cebu nas Filipinas...
Segundo relatos terá sido comido pelos indígenas.
    
Roménia
Guiné-Bissau

Bulgária
  
São Tomé e Príncipe

 Chile

 Emirados Árabes Unidos

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Dia Nacional do Mar

Foi em 1998 que o dia 16 de Novembro foi institucionalizado pela Resolução de Conselho de Ministros n.º 83/1998, de 10 de Julho, como o Dia Nacional do Mar.
Portanto sendo hoje 16 de Novembro estamos a comemorar o Dia Nacional do Mar.

Por este motivo quero aqui assinalar esta data com imagens de alguns selos relacionados com o Mar.
Deixo aqui o meu voto sincero, para que não seja só demagogia, mas que se leve à prática muito a sério, de uma defesa do Mar, do qual sempre desfrutamos e fazemos sofrer.

 Mar, que através dele se descobriram novos Mundos...

Mar, ao qual vamos buscar alimento...


Mar, que nos dá divertimento...


Mar, por onde passeamos...


Mar, por onde tudo transportamos...

...e quanto mais tu nos dás MAR!
Com mais desdém te pagamos, mas não serás tu só a sofrer, um dia, serão também aqueles que hoje mais amamos.

sábado, 30 de outubro de 2010

Visita ao Museu da Marinha

(As minhas sinceras desculpas a todos seguidores assíduos e não só, pois mais uma vez a máquina teve de ir "à doca" para reparação daí o motivo deste interregno.)


Neste período tive o prazer de visitar o Museu da Marinha, coisa que de longa data desejava fazer, pois tendo feito o serviço militar na Armada e com a minha vida sempre ligada ao Mar, por incrível que pareça, nunca o  tinha visitado.
Quero dizer que fiquei fascinado com as telas representando os nossos Navegadores (outros tais que pelos confins do Mundo navegaram) não se pode ficar indiferente com tão grande e belíssimo espólio, aconselho vivamente a  todos amantes de coisas do Mar que disponham de um dia para  o visitarem.
Para quem não sabe,o Museu da Marinha está situado na:
Praça do Império,
1400-206 Lisboa
Mas para mais informação detalhada visite o site abaixo indicado.

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Manuela regressa a Casa...

Em primeiríssima mão aqui vos deixo a notícia do dia...

Foi com uma lágrima no olho que hoje vi entrar na  barra de Viana o Lugre Santa Maria Manuela, não sei há quantos anos tinha sido última vez que tal vi, pois que assisti algumas vezes e não foram poucas, à entrada e à saida deste belíssimo navio.
Muitas vezes o via atracado quase em frente da janela de minha casa, a menos  de 50 metros da minha porta.
Quanto a tê- lo visto  nas manobras de chegada e partida deve-se ao facto de ter morado quase em frente ao local aonde muitas vezes atracavam barcos da extinta Empresa de Pesca de Viana, assim como o de meu falecido Pai ter feito nele algumas campanhas.
Por aqui me fico deixando -vos a beleza das fotos que esta manhã consegui à sua ua chegada . ( Só por curiosidade , levantei - me às 6 horas da manhã pois tinham -me dito que chegaria pelas 7 horas e afinal entrou eram quase 9 e 30 da manhã,mas valeu a pena).

Chegada ao Molhe Norte
em direcção ao cais de atracação
Santa Luzia lá no alto, imagem que os pescadores mais ansiavam ver

João Álvares Fagundes com o S.M.M.ao fundo já atracado

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Ex-Votos das Gentes do Mar (2)

Pelos confins do Mundo também eles navegaram.
Eis aqui mais um testemunho daqueles que não reza a história...aqui vos mostro mais um ex-voto à Senhora d'Agonia.
(Este e outros mais estão na posse da Confraria da Senhora d'Agonia)


quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Heróicos Homens do Mar...

Tragédia no Mar

Sendo Viana Terra de Mar, muitos são aqueles que
todas as noites partem para a faina, enfrentando  essa força da natureza que é o Mar, que por vezes está  calmo e sereno e  outras está bravo agitando-se com tal força como que mostrando quem é o mais forte; mas esses Homens valentes não pensam no perigo pois é o seu modo de vida e em casa estão os seus à espera do sustento.

Quantos partiram e jamais voltaram...

Em Junho de 1968 a embarcação de pesca de Viana do Castelo com o nome de "Jorge de Jesus", composta de 11 tripulantes  parte para a faina por volta da meia noite, rumando ao pesqueiro  conhecido entre os pescadores por Mar da Moeda situado a Norte da cidade de Vigo em Espanha.

Sendo o pesqueiro ainda distante, a tripulação foi para os beliches com o intuito de descansar um pouco pois teriam uma noite de pesca como de costume bem longa e cansativa, mas ao cabo de duas horas todos são acordados com um estrondo ....

Tinham sido abalroados e depressa o barco se começou a afundar.

Com a angustia natural do caso, foi o salve-se quem poder, uns agarrando-se a tábuas outros a latas e a tudo o mais que flutuava,

foi uma batalha de 4 horas entre a vida e a morte até serem socorridos pela embarcação "Virgem das Graças" também do Porto de Viana.
Entretanto o Mar já tinha  ceifado 5 vidas destes valorosos Heróicos Homens do Mar de que não reza  a história.

Quantos partirão e jamais voltarão.



Esta história verídica foi-me contada por um dos sobreviventes.






domingo, 15 de agosto de 2010

Monumento ao Pescador

Caros seguidores, após pequena ausência ferial, retorno hoje ao meu blog esperando que continue do vosso agrado.
Aqui vos apresento mais um monumento ligado ao Mar, que neste caso homenageia o Pescador de Viana do Castelo.
Muito a nossa Cidade deve a estes "Lobos do Mar" que todos os dias, faça sol ou faça chuva  labutam para que outros se deliciem com as suas pescarias...pena que este País não dê o devido valor a todos os  Homens do Mar.
De autoria do escultor José Rodrigues, foi inaugurado em 1989.
Podemos vê-lo na rotunda em frente à Igreja da Senhora d'Agonia.


domingo, 1 de agosto de 2010

Padrão dos Descobrimentos


Sendo Viana Terra de Marinheiros e Navegadores, não poderia deixar de haver um padrão na nossa Cidade...
Podem vê-lo no meio do Jardim Marginal, não sei o ano de sua edificação mas recordo de o ver já nos tempos da minha adolescência. 

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Coisas do Mar e...

Nos antigos Paços do Concelho, na Praça da República em Viana do Castelo, está a decorrer esta exposição até ao final do corrente mês.
Mostra-nos este evento  como  e com que se trabalhava em tempos não muito longínquos nos Estaleiros Navais de Viana.
Belíssima e digna de ser vista, como tal não perca esta oportunidade de ver com os seus olhos deliciando-se com tantas belezas.
É sem dúvida um espólio mais que suficiente para a criação de um museu, pois que com este material e outro que certamente haverá nas instalações dos ENVC ficaria muito interessante e seria uma mais valia para a Cidade...
A quem teve esta iniciativa, um grande bem haja...

sábado, 24 de julho de 2010

Ex-Votos das Gentes do Mar (1)

Viana foi e será sempre Terra de Gentes do Mar, eis aqui um testemunho daqueles que não reza a história...
quando em momentos de aflição a gente do Mar tem sempre algo  aonde se agarrar, neste caso era a Sra. D'Agonia.


quarta-feira, 21 de julho de 2010

Lancha Pilotos Viana

 Afinal esta bonita lancha ainda não "ronca",não dá para entender como vem dos estaleiros pronta a navegar e agora não ata nem desata,consta-se cá pela Cidade que falta um pequeno detalhe para entrar ao serviço algo que com tanta burocracia está a demorar pois é que já passou mais de um mês do seu batismo oficial...

Como é apanágio neste país primeiro inauguramos e depois esperamos para que tudo fique pronto.

Minha Santa Luzia, vós que lá do alto nos estais a ver, fazei com que apareça o necessário para me  abastecer...
...é que já sinto as "barbas" pela minha quilha a crescer...

sábado, 17 de julho de 2010

Viana Terra de Marinheiros 3

Diogo Álvares Correia, nasceu em Viana do Castelo, em 1475.
Com esta estátua, a Cidade que o viu nascer lhe presta homenagem.


Após naufrágio da sua embarcação juntamente com outros companheiros,conseguem salvar-se, tendo sido acolhidos pelos índios Tupinambás,embora com muita desconfiança.
Mas como era bom atirador e conhecedor da pólvora, depressa conquista a confiança dos indígenas passando a ser conhecido por Caramuru.
Mais tarde vem a casar com Paraguaçu uma  das filhas do chefe da tribo, tornando-se pessoa  importante e de muita influência, facilitando o contacto com os nativos  todos aqueles que chegavam de outras paragens.
Está considerado o fundador do município de Cachoeiras, na Bahia.
Durante quarenta anos no Brasil, manteve contacto com navios da Europa que aportavam na Bahia. 
Estas e outras  relações comercias permitiram a sua viagem com sua esposa à França, aonde ela foi batizada tomando o nome de Catarina Álvares Paraguaçu.
Faleceu em Tatuapara, Bahia, em 5 de outubro de 1557.

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Viana Terra de Marinheiros...2

Mais um Marinheiro famoso que ficou na história e tem o seu busto edificado no centro da  Cidade.



Nasceu em Viana nos finais do século XV, Pêro do Campo Tourinhoo  apelido Campo, vem do facto de ter sido morador no Campo do Forno.
Foi oficial da Confraria dos Mareantes e também da Confraria da Misericórdia.
Em 1534 foi agraciado por D. João III, tornando-se donatário de uma das 12 primeiras capitanias que o Brasil fora dividido.
Partiu para o Brasil em 1535 com duas caravelas e duas naus, precisamente para Porto Seguro,  desembarcando na Foz do Rio Bunharém.
Devido a desavenças diversas, em 1547 foi preso e entregue ao Tribunal do Santo Ofício, sendo enviado para Lisboa aonde veio a falecer a 10 de Outubro de 1553, na Rua do Poço.
Também a Cidade de Porto Seguro tem edificado um busto em sua memória.

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Faróis na Barra do Porto de Viana do Castelo

Com as obras do alargamento do Porto de Viana do Castelo em 1984, construção de novos molhes e cais, houve que fazer  modificação das
sinalizações da barra e entrada no Porto.
Antes para entrar no Porto de Viana, tinham os navios que manter bem alinhados,dois faróis existentes, criando uma linha recta entre os mesmos para que pudessem entrar com segurança evitando rochedos e baixios.
Um farol estava colocado no Castelo de São Tiago da Barra quase ao nível do mar e outro junto à Igreja da Sra. da Agonia  num ponto mais alto, bem visíveis do meio do mar.
Aqui estão esses dois faróis, embora o da Sra.da Agonia já esteja desactivado pois que com as modificações dos molhes e colocação de outros faróis este deixou de ser necessário.
       
Farol no Castelo de São Tiago da Barra

Farol da Senhora d'Agonia
Mas em  tempos mais longínquos (anos 1500) não havendo ainda faróis, os navios que vinham para Viana tinham como sinalização dois grandes olmos que serviam de baliza para entrada no porto.
Quando da construção do  convento de S. Domingos, D. Frei Bartolomeu dos Mártires mandou que no lugar dos olmos fossem construídas duas  torres brancas que pudessem ser vistas do Mar pela sua altura e alvura, servindo  de enfiamento da linha  de rumo aos barcos.
As torres de pedra e caiadas, ainda se podem ver, nelas  eram acesos archotes para ajudar os barcos durante a noite.


domingo, 4 de julho de 2010

Rota Marítima Jacobea 2010


Desde o dia 2 até hoje 4, estiveram diferentes tipos de veleiros no Porto de Viana do Castelo que faziam  parte de um evento, organizado pelos membros da Ordem dos Cavaleiros de Bouças em Espanha.
A finalidade será navegar a mesma rota que levou os restos mortais de São Tiago para Espanha (segundo a lenda).
Para quem não pode ver ao vivo, aqui deixo algumas fotos de veleiros  que tomam parte na iniciativa.



Quince embarcaciones participarán en la primera ruta jacobea marítima, una iniciativa que nace en Bouzas y que pretende hacer un recorrido desde el norte de Portugal hasta Vilagarcía por vía marítima.
La salida oficial de la ruta se producirá en la localidad lusa de Viana do Castelo el próximo día 4 de julio. No obstante, las embarcaciones participantes saldrán de Vigo el viernes, día 2, a fin de desarrollar unos actos protocolarios en la ciudad portuguesa. La goleta Raquel participará en dichos actos y portará el gallardete de la "Ruta dos Cabaleiros" de Bouzas.
La primera etapa, con salida oficial en Viana, concluirá en Vigo. El 5 de julio estará dedicado a una vuelta por la ría viguesa donde se celebrará una parada naval de los participantes, con especial hincapié en la isla de San Simón, según explicó Paulino Freire, miembro del comité organizador de la ruta.
La siguiente etapa, que se desarrollará el día 6, tendrá como punto final el puerto deportivo de Combarro, donde habrá una recepción oficial a los participantes. Al día siguiente, se llegará a Vilagarcía, donde también habrá una recepción.
Desde la capital de Arousa los participantes podrán llegar a Santiago por medios terrestres o bien realizar los periplos náuticos que deseen.
El final de la ruta será nuevamente en Vigo, a donde llegarán los barcos el día 9 de julio. Será en el puerto vigués donde se realizará el acto oficial de reconocimiento a todos los participantes.
Se da la circunstancia de que la inscripción para participar en esta ruta quedó cerrada hace ya una semana, al completarse las quince embarcaciones que se habían previsto inicialmente.
La iniciativa parte de los miembros de la Orden dos Cabaleiros de Bouzas, que han reivindicado desde hace tiempo el reconocimiento de esta ruta marítima como uno de los hitos fundamentales del Camino, siguiendo la tradiciónde que habría sido esta ruta la que habrían seguido por mar los restos del Apóstol hasta llegar a Compostela.

Fonte: Jornal Faro de Vigo (27.06.2010)

 Saiba mais aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...